COMO MEDITAR EM QUALQUER LUGAR?

Eu não consigo meditar!

Esta é a frase que mais ouvi nos últimos tempos.

Sempre fui uma curiosa sobre o caminho do autodesenvolvimento e espiritualidade. Mas meu início mais compromissado com o desenvolvimento do hábito da meditação, começou em 2010.

Desde então eu tenho feito diversos cursos, participado continuamente de grupos de estudos e práticas. E uma coisa que tenho percebido é que, o que mais distancia as pessoas da conexão com a prática e com todo o contexto que o início da jornada nos propicia é: A busca pelo Extraordinário.

É muito comum a procura pela melhor técnica, pela experiência maravilhosa, o lugar especial, e por aí vai…

As fotos que fiz nestes últimos tempos foi uma pequena “brincadeira”, justamente para convidar você para esta reflexão.

Meditar na Torre Eiffel, na Mandala da Cúpula do Vaticano, na Piazza San Pietro, no Coliseu, na Avenida Paulista…

O que havia de mais especial nestes lugares, pode estar em qualquer outro…

O meu encontro comigo, com meus pensamentos, com meus sentimentos, com o meu corpo PRESENTE.

Sentar para meditar é uma prática formal. Umas das formas para exercitarmos o nosso silêncio e autoconhecimento. Porém, a meditação pode ser praticada caminhando, em pé, deitado, lavando a louça, escovando os dentes, tomando banho, tomando um chá, conversando com um amigo, onde quer que estejamos, se estivermos INTEIROS naquele momento.

A meditação está em todo e qualquer lugar…

Está na forma como você aprecia e observa as cores quando você vai comprar o seu alimento.

Está na forma como  você vivencia e sente o seu contato com a Natureza…

Está na forma como você aprecia e se entrega para o momento com o outro…

Está no simples…

Está no seu coração.

Para meditar em qualquer lugar, abra mão da crítica e do julgamento. Exercite a abertura e o acolhimento para o que está em sua vida neste momento.

Entregue-se com curiosidade para todas as experiências.

(RE) Aprenda a apreciar o simples.

E então, bora começar?

Experimente esta prática formal e exercite um novo olhar sobre sua vida diária!

Grande abraço Mindful,

Adriana

Comentários